Respostas: Comprando nosso carro

em

Bom Dia pessoal,

 

            Como já imaginei, o Post sobre a compra do primeiro carro rendeu algumas perguntas e resolvi abrir um post exclusivamente para responder às questões de vocês. Primeiro só queria deixar claro que não somos especialistas no mercado automotivo ou financeiro daqui. Apenas demos uma pesquisada básica em como a coisa funciona por aqui para podemos comprar o nosso carro. Se quiserem ir mais à fundo, recomendo fortemente que vocês invistam algum tempo fazendo as pesquisas de vocês diretamente nos sites dos prestadores de serviços, sejam eles revendas, montadoras, bancos e seguradoras.

            Outra coisa que vou ressaltar é que não vou citar o nome completo de ninguém que fez as perguntas, pois não sei qual a abertura com que cada um de vocês está tratando o processo e não quero o nome de nenhum de vocês pipocando no Google depois por minha causa (hehehe), então vamos só pelo primeiro nome, OK? Se quiserem ler as perguntas completas, vejam o outro Post sobre o Passo a Passo da compra do carro.

            Bom.. feitas as devidas observações, vamos às perguntas…

1)   Caroline perguntando sobre como funciona o Leasing.

A melhor maneira de se encarar o Leasing é pensando nele como um aluguel à longo prazo. Você assina um contrato se comprometendo a “alugar” (isto é, ficar) com o carro por “x”meses (normalmente 36 ou 48), paga, paga e paga, mas o carro nunca é seu, e no final do período você devolve ele e parte pra outra, isto é, começa um outro leasing. Obviamente existe a opção de comprar ele no final do plano, mas o pessoal aqui nos disse que menos de 5% das pessoas acabam ficando, pois o valor que o banco cobra é acima do que o seu carro vai valer daqui à “x”meses. Não existe parcela intermediária alguma e a entrada é opcional. Se você quiser dar entrada, o valor das prestações caem. Para dar m exemplo prático, a Ford considera 41% de valor residual para um leasing de 48 meses. Isso quer dizer que você vai pagar 59% do carro ao longo dos 4 anos em que você vai ficar com ele. Se o carro custar $ 30 mil, e o juro fosse 0%, seriam 48 parcelas de $ 368,75, e no final do quarto ano se você quiser o carro, terá que pagar $ 12.300 à vista pra ficar com ele em definitivo. Para fins de Imposto de Renda, o carro nunca é seu e por isso é mais fácil conseguir aprovação de crédito já que o banco fica sendo “co-dono”do carro durante este período. Respondido? Se ficou dúvidas, me avise.

2)   Marcelo perguntando sobre custo do seguro comparado com o Brasil

Nem idéia, Marcelo. O problema é que mesmo no Brasil existe uma variação absurda entre modelos, regiões, perfil do motorista, etc… No Brasil, meus seguros variaram entre R$ 7000 e R$ 1800, dependendo da cidade onde eu estava morando e o carro que eu tinha. Comprar com o Brasil é praticamente impossível, mas siga lendo o post pois vou voltar na questão do preço do seguro numa próxima pergunta.

3)   Monique e Lu nos parabenizando….

Obrigado meninas. Ficamos super felizes com a compra, apesar de não ter dado para aproveitar ainda e sim, apesar de termos assinado o contrato para comprarmos uma cinza, o destino ( e um adicional de $300 por ser uma pintura especial), colocaram a vermelha na nossa vida, hehehe.

4)   Carlos perguntando sobre o valor do seguro.

Bom.. aqui cabem algumas observações antes de responder. Assim como no Brasil, tudo influencia no custo do seguro. O questionário daqui é muito parecido com os do Brasil, perguntando sobre a região onde mora (CEP), modelo e preço do carro, qual a distância diária que você costuma dirigir, quem dirige, etc… O maior problema é com a pergunta “A quanto tempo você está habilitado na America do Norte”. Mesmo que a Saaq reconheça o tempo de habilitação no Brasil, não encontramos nenhuma seguradora que aceitasse a nossa experiência brasileira na hora de fazer o seguro, mesmo vendo em outros blogs que alguns brasileiros conseguiram fazer isso. Todas as seguradoras com quem conversei me disseram que não podem fazer isso e todas tiveram que considerar a experiência como “zero”… Bom, partindo disso, o seguro para um carro 0Km legalzinho  (na faixa de $ 30.000) fica em $ 5000 por ano nas simulações online dos bancos (os mais baratos pra gente foram o  Desjardins e TD), mas antes que alguém comece a gritar, se você ligar e conversar com corretores o valor cai drasticamente. Conversando com dois corretores independentes, os valores que eles me passaram foram muito parecidos e acabamos fechando com um deles por $1800 em 12 vezes sem juros. Para o ano que vem, vamos tentar novamente uma seguradora que reconheça nossa experiência no Brasil. Uma amiga nossa (e que é seguidora do blog) é Peruana e conseguiu com que a seguradora dela considerasse o tempo de experiência dela no Peru. Resultado: por volta de $700 por ano. Já aproveito para antecipar e responder à uma pergunta do Marcio, sobre a região do seguro…sim, a região influencia demais no custo do seguro. Toronto é a região mais cara do Canadá (pelo que me disseram) e dentro do Quebec, Ville de Quebec é mais caro que Montreal, pela quantidade de roubos lá. Apenas ressaltando que sem o seguro particular, a loja/revenda está proibida de lhe entregar as chaves do carro…

5)   A última pergunta foi do Marcio, sobre os custos de manutenção.

Infelizmente não tenho experiência aqui para poder falar sobre o custo de manutenção à longo prazo (nosso carro está com 400km no odômetro, hehehe), mas a Ford nos ofereceu um pacote que julgamos ser interessante e acabamos optando justamente para não termos surpresa nesta primeira experiência.  Por $1200 aceitamos “comprar” toda a manutenção que o carro terá nos primeiros 4 anos, e acabamos colocando este valos na prestação do leasing (+$25 por mês). Todas as revisões (10.000 mil, 20, 30…etc… até 80.000) e mais tudo que vier a estragar, incluindo itens de desgaste natural como lâmpadas, correias, limpador de pára-brisas, troca de óleo, etc… estão dentro do preço e com a mão de obra inclusa. Isto é, se não tivermos nenhum “acidente de percurso”, toda a manutenção do carro será coberta por estes $ 1200 pelos 4 primeiros anos. Como a Ford certamente está ganhando dinheiro nisso, dá pra assumir que os custos de manutenção devem ser inferiores à isso, o que daria menos de $300 por ano, incluindo revisões e peças que se desgastarão naturalmente. Certamente a garantia está atrelada à realização das manutenções, mas é bem comum o pessoal gastar o mínimo possível nas manutenções, pois o carro não é seu num Leasing, lembra? O importante é que ele ande (mesmo que mal) quando você tiver que devolver para o banco no final do leasing.

Respondi à todos?

Acho que sim, mas não hesitem em perguntar caso tenha ficado alguma coisa pra trás. 

Abraço

Fe

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Parabéns pela aquisição e por essa prestação de serviços. Como o carro é um bem de luxo para o recém-chegado, com certeza a experiência de vocês será de grande valia. Obrigado !

  2. Tania disse:

    Olá Lu, nós estamos nesta fase, compra do carro… Tbm optamos por um ford, já tive no BR e gosto da marca…. Ainda não decidimos qual forma d epg, se leasing ou emprestimo… Qual a concessionária que vcs fizeram a compra? Nós moramos em MTL, NDG. Abçsss….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s